“É domingo, outra vez domingou, meu amor”

Torquato Neto e Gilberto Gil – "Domingou"

 

“It’s Sunday once again, my love”

Torquato Neto and Gilberto Gil – "Domingou"

 

Em 1899, o famoso escritor maranhense Coelho Neto, membro da Academia Brasileira de Letras, visitou a jovem Capital do Piauí e ficou admirado com a quantidade de árvores nas ruas e praças, chamando-a de “Cidade Verde”. Os habitantes da Cidade adotaram o apelido e ainda hoje, mesmo com o crescimento urbano desordenado, impressiona a sua arborização, quase dois milhões de metros quadrados de vegetação em áreas públicas e mais de 13 m² de área verde por habitante, acima do valor de referência da ONU. Numerosos parques urbanos contribuem para que a cidade mantenha o título, como o Parque Municipal da Floresta Fóssil, no bairro Ilhotas, visto na imagem panorâmica acima, opção para os domingos da Capital.

Domingou” é um dos frutos da parceria entre Torquato Neto e Gilberto Gil, dois dos próceres do movimento Tropicalista.

In 1899, the famous writer Coelho Neto, born in Maranhão State and member of the Brazilian Academy of Letters, made a visit to the young Capital City of Piauí, becoming impressed with the abounding trees seen on its streets and squares, creating the epithet “Green City”. The city gladly adopted the nickname and even today, despite the chaotic urban growth, it is still impressive the large quantity of trees, with almost 2,000,000 square meters of vegetation in public areas and a coverage of more than 13 square meters per resident, above the recommendations of the United Nations. Many urban parks contribute with their green areas to maintain the title, like the City Park of the Fossil Forest, at the Ilhotas District, seen on the panorama image above, nice choice for Sundays.

Domingou” is one of the songs originated from the partnership between Torquato Neto and Gilberto Gil, two great names of the Tropicalist movement.

A curva do Rio Poty, no Bairro Ilhotas, guarda um tesouro paleontológico: mais de trinta troncos petrificados de árvores, do Período Permiano da Era Paleozóica, com idade estimada em 240 milhões de anos, atualmente protegidos em um Parque Ambiental. Para efeitos de comparação, os sítios arqueológicos da Serra da Capivara, que corresponderiam à mais antiga presença humana nas Américas, datam de 50.000 anos atrás. Os troncos fossilizados encontram-se eretos, em posição de vida, tornando o conjunto ainda mais precioso. Uma nova espécie vegetal foi descrita graças ao estudo deste sítio, a Teresinoxylon euzebioi. Em setembro de 2008, foi aprovado o tombamento da "Floresta Fóssil" pelo IPHAN, a qual passou a ser patrimônio cultural brasileiro. Enquanto as cinco primeiras imagens foram feitas in loco, a última foto mostra um dos um troncos que foi coletado e que se encontra em exposição na Casa da Cultura de Teresina.

At the point where Poty River describes a curve, at Ilhotas District, there is a paleontologic treasure: more than thirty fossilized trunks, from the Permian Period of the Paleozoic Era, dating back 240 million years, protected in an Urban Park. For comparison effects, the archeological sites of Serra da Capivara, that are allegedly the oldest evidence of human presence in the American Continent, date back 50,000 years. The mineralized trunks are preserved in growth position, making them even more invaluable. A previously unknown vegetal species, called Teresinoxylon euzebioi, was discovered in this place. In September of 2008, this formation was declared part of the National Cultural Heritage by the Ministry of Culture. The first five images depict the Park itself, while the last one shows a collected fossil in exhibition at the House of Culture of Teresina.

O Parque Zoobotânico é o zoológico de Teresina. Está localizado às margens do Rio Poty, na rodovia PI-112, com 137 hectares de área, possuindo três lagos no seu perímetro. Apesar de ser referência em répteis, especialmente cobras, animais de maior porte chamam mais a atenção do visitante (imagens da fileira superior, ©Márcio Anderson).

The Zoobotanical Park is the City Zoo. Located by the Poty River, along the PI-112 highway, it has 338 acres, with three lakes within its perimeter. Besides being reference in reptiles, especially snakes, biggest animals are the major attractions (images of the upper row, ©Márcio Anderson).

O Parque Ambiental Encontro dos Rios é o ponto turístico mais visitado de Teresina. Inaugurado em 1996, está localizado na confluência dos Rios Poty e Parnaíba, no bairro Poty Velho, onde se situava a antiga Vila do Poty, povoação de pescadores do século XVIII que foi o embrião da nova Capital (primeira foto). As águas dos rios, como no famoso encontro dos Rios Negro e Solimões para a formação do Amazonas, não se misturam, preservando suas cores, efeito melhor observado do alto (segunda imagem). O parque é dotado de boa infra-estrutura para receber o turista, com um amplo mirante (terceira foto), um monumento à lenda urbana do Cabeça-de-Cuia, escultura do artista plástico Nonato Oliveira (quarta imagem) e um restaurante flutuante, que permite ao visitante saborear pratos típicos literalmente dentro do Rio Poty (quinta foto). Quiosques de bebidas, doces e artesanato e espaço para apresentações culturais completam o parque. A sexta foto mostra a exuberante mata ciliar local.

The Urban Park of the Meeting of the Rivers, inaugurated in 1996, is the most visited tourist attraction in Teresina. It indicates the point where the Poty River meets the Parnaíba River, at Poty Velho district, formerly a fishermen village called “Vila do Poty” (Poty Village), a 18th century settlement which was the embryo of the new Capital (first photo). Their waters (as also happens in the famous meeting of Negro and Solimões Rivers to form the Amazonas River) do not merge, preserving their original colors, an effect better seen from a higher point of view (second image). The Park is well equipped to entertain the visitor, with a wide observation deck (third image), a monument to the urban legend of the Cabeça-de-Cuia (Gourd-Shaped Head), sculpted by the artist Nonato Oliveira (fourth shot) and a floating restaurant, allowing the tourist to savor typical dishes literally inside the Poty River (fifth image). Kiosks that sell local drinks, compotes and handicraft and spaces for cultural manifestations also comprise the park. The sixth image shows the exuberant ciliary forest seen in the vicinity.

Projetado por Gerson Castelo Branco e inaugurado em 1990, o Parque Potycabana, visto na imagem panorâmica acima, fica às margens do Rio Poty e é administrado pelo Governo do Estado. Ocupando uma área de 90 mil metros quadrados, é o maior parque aquático do Estado. Entre outras instalações, possui anfiteatro, quadras de vôlei, pista para corrida, piscinas e restaurante. Infelizmente, encontra-se inteiramente abandonado, atualmente em reforma.

The Potycabana Park, seen in the panorama image above, was inaugurated in 1990, projected by Gerson Castelo Branco, situated by the Poty River. Administered by the State Government, it occupies an area of 90,000 square meters, being the largest water park in the State. It is outfitted with amphitheater, sports courts, jogging alley and restaurant. Unfortunately, it is completely abandoned and neglected, currently undergoing major repairs.

Teresina possui mais de 20 parques urbanos, como os parques Poty I e II, às margens do Rio Poty (duas primeiras imagens), o Parque do Mocambinho (terceira imagem, ©Thiago Moraes), o Parque do Acarape (quarta imagem, ©Leandro Sampaio), o Horto Florestal (quinta imagem) e o Parque da Cidade (última imagem, ©Leandro Sampaio), que seguem em plena atividade, oferecendo lazer e qualidade de vida aos teresinenses.

Teresina has more than 20 urban parks, like Poty I and Poty II Parks, both located along the Poty River (two first photos), Mocambinho Park (third photo, ©Thiago Moraes), Acarape Park (first image, lower row, ©Leandro Sampaio), Horto Florestal Park (second image) and the City Park (last image, ©Leandro Sampaio), which are fully operational, providing leisure and quality of life to the citizens.

Durante os anos 70 e 80, era comum ver retirantes da seca abrigados sob a Ponte Juscelino Kubitschek, à beira do Rio Poty, em improvisadas moradias de papelão. Durante a década de 90, a Prefeitura Municipal ocupou o espaço com o hoje tradicional “Shopping Natureza”, uma agradável feira de plantas que delicia a visão e o olfato dos visitantes (primeiras três imagens). As flores são uma constante no cotidiano dos teresinenses (última imagem, ©Raissa Moraes).

During the 70’s and the 80’s of the 20th century, the sight of people sheltered under tents made of cardboard below the lanes of Juscelino Kubistschek Bridge,by the Poty River, refugees of the drought, was commonplace. During the 90’s, however, the City Government occupied this space with a delightful plant fair, called “Shopping Natureza” (Nature Mall), a pleasure for the senses of the visitors (three first images). Flowers are routinely seen on the daily life of Teresina (last photo, ©Raissa Moraes).