“Mais na lembrança do que na paisagem
Desce no seu caminho vagaroso um rio pobre
Lento fluir de águas quase mortas
Rio Poty
Rio sem história
Rio sem memória”
H. Dobal – “Apontamentos para um poema sobre o Rio Poty”

 

“More a keepsake than a real landscape

A poor river keeps slowly flowing on

A slow-moving stream, almost dead

Poty River

An unhistoried river

A river without memoirs”

H. Dobal – “Apontamentos para um poema sobre o Rio Poty”

 

 

O melancólico poema de H. Dobal descreve de maneira quase pictórica a pobreza e a desolação que reinaram às margens do Rio Poty durante mais de um século da história de Teresina. Nos últimos 30 anos, ao contrário, esta região tem sido a mais progressista de toda a cidade, concentrando shopping centers, hipermercados, importantes edifícios públicos e muitos de seus mais sofisticados condomínios. Em 30 de março de 2010 foi inaugurado um marco arquitetônico da moderna Teresina, a Ponte Estaiada Mestre João Isidoro França, que cruza o Rio Poty comunicando as zonas Norte e Leste e que simboliza a modernidade, a beleza e a importância deste rio em nossos dias.

This melancholic poem by H. Dobal depicts in an almost pictorial way the poverty and the desolation typical of the Poty River banks during more than one century of the history of Teresina. However, during the last 30 years this region turned into the most important of the whole city from an economic standpoint. Symbolizing this new era, a stunning landmark was inaugurated in March 30, 2010, the “Mestre João Isidoro França” cable-stayed bridge, which crosses Poty River from North to East.

A ponte também é conhecida por “Ponte do Sesquicentenário”, uma vez que sua construção foi iniciada em 2002, durante as festividades dos 150 anos de fundação de Teresina. Seu nome homenageia o mestre-de-obras português João Isidoro França, que planejou o traçado urbano da cidade, transformando-a na primeira Capital planejada para substituir outra pré-existente no Brasil. A mais moderna e arrojada obra de engenharia de Teresina é um tributo ao homem responsável por projetar seus primeiros edifícios, como a Matriz do Amparo, em meados do século XIX.

This bridge is also called “Sesquicentennial Bridge”, given that its construction began in 2002, during the festivities related to Teresina’s 150th anniversary. Its name is a homage to the Portuguese Foreman João Isidoro França, who designed the urban trace of the city, making of it the first planned Capital City intended to replace another one in Brazil. Teresina’s most modern and audacious work of civil engineering is a tribute to the man who projected the first buildings of the city, like the Parish Church of Our Lady of Amparo, in the mid-19th century.

 

 

A ponte é uma obra de concreto armado protendido com 363 metros de extensão, estando entre as 100 maiores pontes estaiadas do mundo. Tem torre única, sendo assimétrica e sustentada por 35 estaios em harpa e quatro pilares, um na margem direita do rio e outros três na margem esquerda, não havendo pilares no leito fluvial. Possui três faixas de rolamento em cada sentido, com ciclovias e faixas para pedestres.

 

The bridge was built in prestressed concrete, spanning 363 meters and ranked among the 100 largest cable-stayed bridges in the world. It has a single pylon, with a harp design, supported by 35 cables and four pillars, located on the right banks of the river (the tower itself) and other four on the left side; there are no pillars within the river bed. There are six lanes for cars (three on each side) in addition to cycleways and passages for pedestrians.

 

 

 

A torre da ponte tem 96 metros de altura, constituindo-se em uma das mais altas estruturas da cidade. Em seu topo encontra-se um mirante de 125 metros quadrados, com vista de 360° e capacidade para mais de 100 visitantes simultâneos, sendo alcançado por dois elevadores panorâmicos. Pouquíssimas pontes no mundo possuem esta característica, nenhuma com um ponto de observação tão alto.

 

The pylon has 95 mts high, one of the highest structures in the whole town, holding a 360° observation deck on its top with 125 square meters, reached through two panoramic elevators. Very few bridges in the world have this kind of feature, and none with such a high observation point.

 

 

A iluminação noturna da ponte estaiada é um espetáculo à parte. A torre e os estaios são iluminados por projetores que mudam de cor periodicamente, cujos reflexos nas águas do rio maravilham o observador. 

 

The night lights of the bridge are spectacular. The pylon and the cables are illuminated by spotlights, whose colors change from time to time, providing enchanting reflections on the river waters.

 

 

Já incorporada ao cotidiano dos teresinenses, a ponte estaiada é o mais novo cartão-postal da cidade. Seja vista de longe ou apreciada de perto, em detalhes, a monumental obra impressiona por sua escala e beleza.

 

The bridge is already integrated to the daily life of the citizens of Teresina, being the newest postcard of the city. Either seen from a distance or in close-up, this monumental work is impressive because of its massiveness and beauty.

 

 

O projeto da Ponte Estaiada Mestre João Isidoro França, do engenheiro Catão Francisco Ribeiro, recebeu o primeiro lugar no Prêmio Talento Engenharia Estrutural, edição 2010, promovido pela Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural (ABECE) em parceria com a Gerdau, na categoria Infra-estrutura. O prêmio, o mais importante da área no Brasil, é um reconhecimento ao uso apropriado de materiais, economia de produtos durante a construção, originalidade e criatividade de layout e adequação harmônica ao ambiente no qual o projeto está inserido. 

 

Mestre João Isidoro França Bridge, projected by the engineer Catão Francisco Ribeiro, won the Prêmio Talento Engenharia Estrutural 2010 (Structural Engineering Talent Prize 2010), awarded by the Brazilian Association of Structural Engineering and Consulting, in the “Infrastructure” category. This prize is the most important of this kind in Brazil and is an acknowledgement to the appropriate use of materials, uniqueness of the project layout and harmonic incorporation of the work into the environment.